3 FILMES ESPANHÓIS PARA ASSISTIR - Da Literatura

04/04/2020

3 FILMES ESPANHÓIS PARA ASSISTIR


Criei uma Rotina da Quarentena e, durante o horário que separei para o lazer, tenho assistido a vários filmes e séries da Netflix. O que tem me chamado à atenção é que apareceram muitos filmes espanhóis no meu feed e resolvi pesquisar a sinopse e o gênero de alguns deles. Gosto muito de filmes de suspense, terror psicológico, policial e ficção científica, então, acabo não abrindo muito o meu leque, no entanto, tenho me organizado para, pelo menos, assistir a filmes de diversos países e não somente os norte-americanos.

Então, aqui vão 3 dicas de filmes espanhóis para você ver!



1 - Um Contratempo





Direção: Oriol Paulo
Ano: 2016
Gênero: Suspense, policial
Classificação etária: 14 anos
Duração: 1h 45min 


Elenco: Mario Casas, Ana Wagener, Bárbara Lennie, José Coronado.

Sinopse: Tudo está indo muito bem para Adrian Doria (Mario Casas). Seu negócio é um sucesso e lhe trouxe riqueza, sua bela esposa teve a criança perfeita, e sua amante está bem com o caso dos dois escondido. Tudo está ótimo até que Doria desperta num quarto de hotel, depois de ser atingido na cabeça, e encontra sua amante morta no banheiro, coberta com um monte de notas em euros. Pior, o quarto é trancado por dentro e não tem nenhuma maneira de entrar ou sair. Com tudo o que construiu desmoronando aos seus pés, Doria recorre a melhor advogada de defesa da Espanha, Virginia Goodman (Ana Wagener), e eles tentam descobrir o que realmente aconteceu na noite anterior.


Quem me indicou esse filme foi a Denise, do Sacudindo as Palavras, e como ela conhece bem o meu gosto para leituras e filmes fui ver. Gostei muito! A trama é daquelas que nos prende do início ao fim e, cada vez que o protagonista conversa com a sua advogada para tentar descobrir uma forma de provar a sua inocência em relação ao assassinato de sua amante, novas situações vão surgindo.

O final é surpreendente! Um dos melhores filmes de suspense que vi nos últimos tempos. Vale a pena!



2 - Durante a Tormenta


Direção: Oriol Paulo
Ano: 2018
Gênero: Ficção científica
Classificação etária: 14 anos
Duração: 2h 8min 


Elenco: Adriana Ugarte, Chino Darín, Javier Gutiérrez, Álvaro Morte, Nora Navas, Miguel Fernández.

Sinopse: Uma inusitada interferência entre duas épocas diferentes faz com que Vera (Adriana Ugarte), uma mulher casada e feliz, salve a vida de um menino que morou em sua casa há 25 anos. O ato de bondade distorce a realidade e Vera acorda em uma realidade totalmente diferente, onde sua filha nunca nasceu e ela nunca conheceu seu marido.


Antes de comentar qualquer coisa sobre esse filme, gostaria de dizer que foi o que dei nota 5/5 dessa lista. Simplesmente AMEI! A trama também nos prende do início ao fim e as atuações são excelentes. Fiquei me enrolando muito para assistir a esse filme porque achava que seria sobre uma tempestade que destruiria a cidade e os personagens teriam que superar as dificuldades... Acho que estou traumatizada com os filmes de catástrofes hollywoodianos e não pensei que a abordagem pudesse ser totalmente diferente (ainda bem!).

A realidade paralela criada para Vera é muito interessante. Ficamos bem angustiados porque todos consideram-na maluca e, de repente, os fragmentos de memória da personagem começam a se esclarecer... Assistam!


3 - A Casa


Direção: Alex Pastor e David Pastor
Ano: 2020
Gênero: Suspense
Classificação etária: 14 anos
Duração: 1h 29min 


Elenco: Javier Gutiérrez, Mario Casas, Bruna Cusí, Ruth Días.

Sinopse: Em A Casa, Javier Muñoz (Javier Gutiérrez) é um executivo desempregado é forçado a vender seu apartamento. Quando ele descobrir que ainda tem as chaves, ficará obcecado pela família que agora mora lá e decidirá recuperar a vida que perdeu, a qualquer preço.


Dos três filmes foi o que menos gostei, mas, mesmo assim, acho que vale assistir. Li bastante críticas negativas sobre A Casa, mas penso que ele é bem real. Algumas críticas comparam-no até com o ganhador do Oscar 2020, Parasita, de Bong Joon-ho, no entanto, e posso afirmar que em alguns tópicos ele realmente lembra. Javier Muñoz, quando troca de apartamento e vai para um menor, fica muito insatisfeito com a vida que começa a viver pois ele perde seu status social. Vai para um bairro mais pobre, seu filho vai para a escola pública, sua mulher vai trabalhar em subemprego... enfim, nada diferente da vida de muitas pessoas aqui no Brasil, sinceramente.

O que é interessante de observar é a loucura desse protagonista. Ele quer, a todo custo, retornar para o seu antigo apartamento e traça um plano muito doido para se aproximar do atual morador. Creio que o ponto alto do filme é exatamente as artimanhas do personagem, mas confesso que em alguns momentos a gente passa raiva, diversas situações são realmente revoltantes!

Já aviso que muita gente não gostou do final. Caso você veja esse filme, venha me falar depois o que achou. 




Todos esses filmes estão na Netflix. Venha comentar aqui depois o que achou deles, ok?


Ana Karina (ou só Karina) é a criadora e autora do blog Da Literatura. É gaúcha de Porto Alegre, geminiana tagarela e mãe da Capitu e do Bilbo. Atua como professora de Literatura e Língua Portuguesa da rede municipal e ama a sua profissão. Viciada em livros, cinema, arte e cultura geek. Adora viajar, conversar e fazer piadas sem graça.

Nenhum comentário:

Postar um comentário